quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Orientações para meu passageiro sombrio


Creio que algumas figuras sejam tão emblemáticas que acabem nos estimulando deixar a inércia que tão bem nos acomodamos; assim foi com a "nova" série que assisto, DEXTER, em sua procura por si mesmo e o que o define, este personagem me fez perceber o quanto de mim não tenho conhecimento, por querer que tudo se encaixe em modelos que pré modelei para agradar.

Partindo da premissa que vale organizar o que se pensa e que a escrita é a melhor forma de sistematizar aquilo que saí de nossa boa, começo a postar neste blog, esporadicamente, aquilo que tem me saltado e mesmo incomodado.

Começo com a necessidade de que temos em deixar claro, como crente em Deus, que tecemos teologia, ou em melhor forma, construímos pensamentos sobre Deus e seu relacionamento conosco, e por isso devemos ser os melhores teólogos que pudermos e organizar nossas armas da melhor forma que conseguirmos, usando aquilo que outros são viveram e produziram para confrontar o que temos experimentado e escrito. Assim, este projeto de blog será apenas um registro do que eu mesmo venho estudando e percebendo, mesmo com as incoerências, que já consigo perceber, tentando deixar claro onde as coisas são inferências minhas e onde é consenso da comunidade dos remidos na história.

Até breve, e espero contar com comentários e indicações.

Na fé e oração, que sua vida seja dentro da caixa verdadeira, real.


domingo, 23 de novembro de 2014

Pressupostos Pessoais para o Cristão e as Bases da nossa fé

CRER: sem a fé é impossível aprender as verdades de Deus e vê-las transformar sua vida (1 Co 2.10-16);


PENSAR: A fé é racional, de modo que deve-se ter métodos de estudo, avaliação crítica das evidências e combinar os diversos ensinos como um todo;


DEPENDER: A dependência do Espírito Santo para a compreensão da Teologia é algo fundamental e obrigatório (Jo 16.12-15);


ADORAR: O estudo e o conhecimento cada vez mais profundo de Deus devem levar o estudante a uma posição de adoração a Deus por reconhecer cada vez mais que Deus é digno de tal adoração.

Bases da nossa fé:


- A nossa fé deve estar apoiada em Cristo como nosso SENHOR e Salvador pessoal: traduz-se em uma entrega total (Rm 1.17);


- A fé cristã inclui arrependimento: desviar-se do pecado e voltar-se para Deus, por meio de Cristo (At 17.30);


- Fé inclui novo nascimento (Jo 3.3-6);


- A fé inclui sincera dedicação pessoal e fidelidade Deus (Mt 22.37-40).